20 de jun de 2009

Você sabia que....

Antônio Conselheiro morreu de diarréia
Ao contrário do que se diz, Antônio Conselheiro, o líder de Canudos, não morreu de ferimentos recebidos na batalha travada para defender seu reduto de Belo Monte. A causa foi uma prosaica diarréia que o desidratou antes do massacre final praticado pelas forças federais, que decapitaram seu cadáver para levar a cabeça como troféu.

Cavalo foi condenado por crime de homicídio na França
Em 1639 o Tribunal de Dijon, na França, condenou um cavalo a morrer na fogueira por crime de homicídio. No julgamento, as testemunhas disseram que o cavalo, além de estar possuído pelo demônio, tinha premeditado o crime de jogar o cavaleiro no chão, para lhe quebrar o pescoço.

É proibido morrer em Le Levandou
De acordo com o presidente da câmara da pequena cidade francesa de Le Levandou, é proibido morrer dentro dos limites da cidade a todos aqueles que não tenham uma urna. O presidente Gil Bernardi diz que sabe que é uma lei estranha mas diz, não é mais absurdo do que o tribunal ter-nos proibido a construção de um novo cemitério nos terrenos que nos haviam sido oferecidos junto ao mar, por prejudicar o ambiente.

Hunos apostavam a própria vida no jogo de dados
O jogo é tão antigo quanto o ser humano. Segundo crônica de Santo Ambrósio, os hunos apostavam até a própria vida no jogo de dados. Se por acaso o vencedor perdoasse o perdedor, esse cometia suicídio, pois -além da vida- havia jogado a própria honra.

Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin